Você está em Home >> Nutrição >> Lancheira saudável. É possível?

Siga:                         Já fez o seu cadastro? Entre aqui.

Lancheira saudável. É possível?

A Obesidade infantil vem crescendo de maneira alarmante, tanto em países desenvolvidos, quanto em países em desenvolvimento, com sérias repercussões na saúde dessa população, sendo considerada a doença nutricional que mais cresce no mundo e a de mais difícil tratamento. Na infância, o manejo é ainda mais complexo do que na fase adulta, pois envolve as mudanças de hábitos alimentares e colaboração dos pais, além disso, uma criança geralmente ainda não é capaz de entender as conseqüências do excesso de peso a longo prazo.

Sabe-se, atualmente, que a escola aparece como espaço oportuno para o desenvolvimento de ações e melhorias das condições de saúde e do estado nutricional das crianças, sendo um ambiente estratégico para o desenvolvimento de iniciativas de promoção a saúde, incluindo programas de educação nutricional, que devem consistir em processos ativos, lúdicos e interativos, que favoreçam mudanças de atitudes e das práticas alimentares das crianças.

É possível perceber que as escolas que possuem estratégias de educação nutricional aliadas a práticas de atividade física, apresentam alunos com menor índice de sobrepeso e obesidade do que aquelas que não possuem nenhum tipo de iniciativa, como mostra o *estudo realizado em 2008, no qual observou-se que as escolas que apresentam um menor índice de obesidade, possuem em sua grade curricular, uma maior prática de atividade física, mais a disciplina de educação física. Além disso, nessas mesmas escolas, as crianças permanecem por período semi-integral, realizando o almoço na mesma, que é preparado por uma Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) e supervisionada diariamente por uma nutricionista, além da preocupação da cantina em comercializar alimentos mais saudáveis.

*Pádua ECR, et al. Diagnóstico do estado nutricional de crianças de 6-10 anos em escolas de rede privada de ensino da cidade de São Paulo. Revista de Nutrologia. 2008;1(1):14-20.

"COMO REINVENTAR A LANCHEIRA DAS CRIANÇAS?"

SUGESTÕES DE SUBSTITUIÇÕES SAUDÁVEIS PARA A HORA DO RECREIO

SANDUBA LEGAL
Sanduíche preparado com pão integral, frango desfiado e patê de iogurte

SALADA DE FRUTAS DIVERTIDA
Preparada com três tipos de frutas da época com suco de ½ laranja

BEIRUTE DO BEM
Preparado com 1 colher (sobremesa) de cream cheese + 1 fatia de peito de blanquet de peru + 1 fatia de pão sírio integral + 1 colher (sobremesa) de cenoura ralada + 1 folha de alface + 2 folhinhas de rúcula picada

LANCHINHO DE MARGUERITA
Preparado com 1 fatia de pão de forma integral + 1 fatia média de queijo branco + 1 fatia de tomate picado + 1 pitada de orégano e manjericão

REFRIGERANTE SUCOS COLORIDOS, preparados com frutas da época, ou quando não for possível preparar o suco natural e tiver que optar pelo industrializado, preferir os que são preparados sem adição de conservantes, aromatizantes e açúcares. Por isso, fique atento aos rótulos dos alimentos!

Outra sugestão para substituir o refrigerante seria a água de coco batida com a própria fruta (uma maneira de estimular o consumo de frutas por este público).

OS SUCOS PODEM SER ARMAZENADOS EM GARRAFINHAS TÉRMICAS, SE A LANCHEIRA NÃO TIVER ESSA CARACTERÍSTICA.

CHOCOLATE
Para os pais que tiverem dificuldades de retirar os chocolates e demais doces do lanche da criança, uma ótima sugestão é combinar junto com a mesma, um dia na semana para consumi-los. Quando for chocolate, ofertar os que possuem uma maior concentração de cacau e quando for doces, dar preferências pelos cookies integrais (3 unidades), pipoca de arroz integral (1 xícara), bolo simples preparado com farinha de trigo integral e açúcar mascavo (1 pedaço pequeno)

BARRA DE ARROZ INTEGRAL, ou BARRINHAS DE QUINUA E GERGELIM, que além de serem ricas em fibras que garantem a sensação de saciedade por mais tempo limitando a quantidade de alimentos nessa refeição, esses alimentos, são ricos em proteínas e contêm boas quantidades de cálcio.

O IDEAL É MONTAR UMA LANCHEIRA QUE CONTENHA ALIMENTOS RICOS EM NUTRIENTES NECESSÁRIOS PARA O CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA. POR ISSO, AS PREPARAÇÕES E AS OPÇÕES DE LANCHES DEVEM SER BEM DIVERSIFICADAS, A FIM DE GARANTIR AS PROPRIEDADES NUTRICIONAIS ESPECÍFICAS DE CADA GRUPO ALIMENTAR.
ARMAZENAMENTO DOS ALIMENTOS

Hoje no mercado já existem lancheiras térmicas a fim de manter a temperatura dos alimentos, diminuindo a probabilidade do alimento perecível estragar.
Antes de serem colocados na lancheira (térmica ou tradicional), os alimentos devem ser armazenados na geladeira desde o momento que o lanche é preparado até a saída do filho para a escola, embrulhados em filme PVC ou em saco plástico de polietileno, para protegê-los ainda mais, de micro-organismos capazes de deteriorá-los.

ATENÇÃO
SEMPRE QUE POSSÍVEL, PREPARAR O LANCHE DA CRIANÇA PRÓXIMO DO HORÁRIO QUE A MESMA VAI PARA A ESCOLA. ISSO POSSIBILITA MANTER AINDA MAIS AS PROPRIEDADES NUTRICIONAIS DOS ALIMENTOS.

 

Elaine C. Rocha de Pádua - Nutricionista

 

| Enviar para um amigo | Imprimir | Comentar

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado

Pediatria em foco

Atualidades | Comportamento | Doenças comuns | Higiene | MÍDIA | Nutrição | Puericultura | Saúde | Segurança | Vacinas | Curva do crescimento
DICAS | PERGUNTAS FREQUENTES | Cadastre-se

Pediatria em Foco © 2012. Todos os direitos reservados.

 

Clinica Infantil Reibscheid

Clínica Reibscheid | Links | Localização | Fale Conosco

Clínica Infantil Reibscheid © 2012. Todos os direitos reservados.

Telofone:  11 3801-2676

Horário de funcionamento / atendimento: Segunda a sexta, das 10h às 19h

 

Desenvolvido por: Floot Digital