Você está em Home >> Segurança >> Acidentes mais comuns na fase pré-escolar

Siga:                         Já fez o seu cadastro? Entre aqui.

Acidentes mais comuns na fase pré-escolar

As crianças nessa idade brincam muito e por isso, devem ser mantidas sob supervisão. Cuidado com:

Parques e playground

Quando a criança estiver brincando ao ar livre, locais onde há brinquedos, como parques, ou playground de prédios, alguns cuidados são importantes para que se evite acidentes:

- Procure os brinquedos adequados para idade da criança. Observe se não estão quebrados, enferrujados ou possuem superfícies perfurantes ou cortantes.

- O melhor piso para esse tipo de local são os que absorvem impactos como grama, borracha ou areia fina.

- Prefira blusas sem capuz, retire cordões próximos ao pescoço e cachecóis.

- Mantenha constante supervisão. Geralmente, há brinquedos em movimento e crianças maiores no mesmo local. Após uma queda pode haver um trauma mais grave que poderia ser evitado se a criança for retirada do local de risco.

 

Bicicleta e outros brinquedos que levam a movimento

O maior risco das quedas nesse tipo de equipamento são os traumas na cabeça e a maneira mais efetiva de prevenir esse tipo de lesão é o uso de capacetes adequados.

- Mesmo que a bicicleta ainda tenha rodinhas a criança deve usar capacete com selo do INMETRO. O capacete deve ser confortável e ajustado na cabeça (nem muito solto e nem muito apertado).

- Calce a criança com sapatos fechados e ajustados ao pé.

- Escolha lugares calmos, onde não há movimentação de veículos automotores.

- Mantenha vigilância, fique por perto, pois a criança não conhece os limites e não tem pleno controle do corpo.

 

No trânsito

A utilização de cadeirinhas especiais para o transporte das crianças agora é lei no Brasil, e reduz em mais de 70% os traumas graves em crianças. Por isso fique atento e siga as orientações para transporte:

- Para crianças de 9 a 18 kg (1 a 4 anos): é recomendado que se utilize uma cadeira de segurança. Use uma cadeira de frente para o movimento com sistema de retenção (cinto da cadeira) de 5 pontos, na posição vertical, de acordo com as instruções do fabricante.

- Para crianças de 18 a 36 kg (4 a 10 anos): recomenda-se a utilização de um assento de elevação ou “booster”. O assento de segurança faz com que o cinto de três pontos do carro passe nos locais corretos do corpo da criança: pelo centro do ombro e peito e sobre os quadris.

- Poltronas para o posicionamento do cinto do carro (boosters): são poltronas ou "banquinhos" que servem para a criança ficar mais alta e dessa forma usar o cinto normal do carro na posição correta. Esse tipo de assento de elevação pode ou não ter encosto. No caso dos sem encosto, é necessário que o carro tenha proteção para a cabeça, que evita o efeito de "chicote" em caso de acidente, um grande causador de lesões na medula espinhal. Os assentos de elevação com encosto têm a vantagem de posicionar melhor a parte superior do cintoe ser ajustáveis à altura da criança. Só podem usar esse tipo de poltrona crianças com mais de 4 anos de idade, segundo a resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

 

Clínica Infantil Reibscheid

* Mais informações no site: http://criancasegura.org.br/ 

 

| Enviar para um amigo | Imprimir | Comentar

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado

Pediatria em foco

Atualidades | Comportamento | Doenças comuns | Higiene | MÍDIA | Nutrição | Puericultura | Saúde | Segurança | Vacinas | Curva do crescimento
DICAS | PERGUNTAS FREQUENTES | Cadastre-se

Pediatria em Foco © 2012. Todos os direitos reservados.

 

Clinica Infantil Reibscheid

Clínica Reibscheid | Links | Localização | Fale Conosco

Clínica Infantil Reibscheid © 2012. Todos os direitos reservados.

Telofone:  11 3801-2676

Horário de funcionamento / atendimento: Segunda a sexta, das 10h às 19h

 

Desenvolvido por: Floot Digital