Você está em Home >> Comportamento >> Educando as crianças para o envelhecimento

Siga:                         Já fez o seu cadastro? Entre aqui.

Educando as crianças para o envelhecimento

 Lembro-me sempre de uma estória  que a filha agredia seu pai com um pau e certo dia o mandou embora. O pai saiu com o pedaço de madeira na mão pela estrada e o neto correu até ele e pediu que ele deixasse a madeira para ele, no que ele sem entender atendeu e partiu. A filha curiosa perguntou ao filho para que ele queria aquilo, ao que ele respondeu que era para ele usar quando ela quando estivesse velhinha também.”

Quantas vezes esquecemos de que a educação que damos às crianças, refletirá a educação que elas futuramente darão aos seus próprios filhos. Da mesma forma, a forma como tratamos os idosos, em especial os nossos pais, servirá de espelho para que as crianças aprendam a tratar os idosos futuramente, ou seja, a forma como eles irão nos tratar quando precisarmos do cuidado dos filhos.

Voltando ao nosso já conhecido Estatuto do Idoso, vale ressaltar que o Artigo 22 visa incluir nos parâmetros curriculares da educação formal conteúdos voltados ao processo de envelhecimento, ao reconhecimento e ao respeito do idoso, para assim minimizar o preconceito. Sem dúvida isto é extremamente importante.

Lanço a seguinte questão: “A função da escola é educar, formar cidadãos, mas esta também é uma obrigação da família!” A família é o primeiro local onde se dá a socialização da criança, em seguida a escola passa também a cumprir este papel. Porém, muitos pais às vezes se esquecem disto na hora de educar seus filhos.

E como a escola pode atuar neste sentido, se a criança já chega à escola com uma visão distorcida e tendenciosa sobre o processo de envelhecimento e sobre os idosos? Como as crianças, filhos de famílias que agridem seus pais idosos, com a madeira simbólica do preconceito, da humilhação, da zombaria, dos maus tratos e da intolerância crescerão e formarão uma opinião acerca dos idosos?

Nos casos de demência a família não deve esconder das crianças que o vovô ou a vovó está doente. É importante explicar para eles de maneira simples e compreensível que ele está doente, pois muitas crianças costumam ficar com medo, tristeza ou até raiva frente a algum comportamento característico da doença, principalmente quando o idoso tem alguma reação completamente diferente daquelas que ele costumava ter antes do surgimento da doença.

Da mesma forma também não é legal afastar a criança do vovô ou da vovó portadora de demência, independente de seu estado de saúde é importante incentivar a criança a manter contato com este membro da família, esclarecendo suas dúvidas, respeitando seus sentimentos em relação ao que está acontecendo e evitando comentários pejorativos e humilhantes, como: “papai está esclerosado” ou “mamãe está se sujando toda hora”.

Preocupar com a educação das crianças é função de todos os pais e uma educação formadora não se restringe à instrução adquirida na escola, é algo muito mais abrangente. A educação para a cidadania é muito importante na formação de futuros cidadãos; por isto, em relação aos idosos, devemos lembrar que a criança observa a forma como tratamos os nossos pais idosos para aprenderem como irão nos tratar depois. Lógico que existem exceções, mas, de uma forma ou de outra, nós mesmos escolhemos a forma como seremos tratados quando estivermos idosos.

 

Fonte: Luciene C. Miranda

 

| Enviar para um amigo | Imprimir | Comentar

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado

Pediatria em foco

Atualidades | Comportamento | Doenças comuns | Higiene | MÍDIA | Nutrição | Puericultura | Saúde | Segurança | Vacinas | Curva do crescimento
DICAS | PERGUNTAS FREQUENTES | Cadastre-se

Pediatria em Foco © 2012. Todos os direitos reservados.

 

Clinica Infantil Reibscheid

Clínica Reibscheid | Links | Localização | Fale Conosco

Clínica Infantil Reibscheid © 2012. Todos os direitos reservados.

Telofone:  11 3801-2676

Horário de funcionamento / atendimento: Segunda a sexta, das 10h às 19h

 

Desenvolvido por: Floot Digital