Você está em Home >> Saúde >> Como tirar a chupeta?

Siga:                         Já fez o seu cadastro? Entre aqui.

Como tirar a chupeta?

Passada a fase oral, por volta dos 2 ou 3 anos, é hora de se livrar do acessório

 

A maioria dos pediatras são contra a chupeta, mas muitas crianças acabam desenvolvendo esse hábito, especialmente durante a fase oral, ou seja, até os 2 ou 3 anos, quando elas levam tudo à boca. Passada essa fase, é hora de começar a tirar a chupeta, antes que seu uso cause problemas que vão muito além da posição dos dentes. “Um hábito oral pode gerar outro. Por exemplo, o uso da chupeta pode favorecer alterações na respiração (pode predominar a respiração pela boca), na postura corporal, na fala e na mastigação”, diz Dóris Rocha Ruiz, odontopediatra da Unifesp.

Leve seu filho ao dentista para que ele explique de forma simples e objetiva, de acordo com cada faixa etária, que a chupeta, quando usada por muito tempo, pode entortar os dentinhos. Pode ser que ele esqueça dela rápido, como aconteceu com Vitor, 5 anos, quando ele tinha 2. “Fomos visitar a família no Rio de Janeiro e, quando voltamos, eu disse que tinha esquecido lá, mas que a prima querida dele cuidaria da chupeta. Ele perguntou na noite seguinte e depois nunca mais”, conta a mãe, Fernanda. Para Ítalo, 6, o processo foi mais demorado. “Primeiro tiramos de dia. Eu escondia e só dava para ele na hora de dormir. Quando ele pegava no sono eu tirava. Aos poucos ele foi, sozinho, começando a dormir sem a chupeta, até uma hora que não quis mais”, lembra a mãe Lílian.

Se o seu filho está com dificuldade de deixar a chupeta, proponha uma troca, como dar aquele brinquedo que ele tanto quer. Se a chupeta for usada apenas à noite, ofereça um bicho de pelúcia no lugar. Mas se ele não quer largar de jeito nenhum, avalie se o hábito não está ligado a alguma situação delicada ou difícil que esteja causando insegurança. Pode ser que não seja o momento de fazer essa transição.

 

3 respostas sobre chupeta

É pior chupar o dedo? Por quê?


É pior, pois será mais difícil a criança abandonar o hábito. O bebê não pega a chupeta sozinho, mas pode colocar o dedo na boca mesmo dormindo.

 

Quando a criança reage muito mal à retirada da chupeta, é aconselhável devolvê-la? 


Deve-se limitar o uso da chupeta gradualmente, desviando a atenção para outros objetos, dando mais apoio e segurança ao filho. Mas chorar é a reação normal e esperada de qualquer criança. Nada agradável, mas esperada. Os pais precisam estar de acordo com o momento da retirada. Porque, se um dos dois não está convencido, provavelmente o hábito vai permanecer. É comum ter pena da criança como se ela estivesse perdendo algo bom, importante. Mas, se ela não pode nunca chorar sem causar extrema ansiedade na família, provavelmente a chupeta se tornou importante para os pais. E um filho considera importante, estressante, perigoso, amedrontador o que os pais acham.

 

Que reações a criança costuma ter na hora de abandonar o dedo ou a chupeta? 


Um pouco de ansiedade, insegurança, birra e possivelmente acordará um pouco mais à noite. É comum. Mas, em geral, dura pouco.

Leia mais

 

Por: Cíntia Marcucci e Fernanda Carpegiani / Site Revista Crescer

Fontes: Dóris Rocha Ruiz, odontopediatra da Unifesp; Raquel Caruso, psicomotricista, fonoaudióloga e coordenadora da Equipe de Diagnóstico e Atendimento Clínico (EDAC), em São Paulo

 

| Enviar para um amigo | Imprimir | Comentar

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado

Pediatria em foco

Atualidades | Comportamento | Doenças comuns | Higiene | MÍDIA | Nutrição | Puericultura | Saúde | Segurança | Vacinas | Curva do crescimento
DICAS | PERGUNTAS FREQUENTES | Cadastre-se

Pediatria em Foco © 2012. Todos os direitos reservados.

 

Clinica Infantil Reibscheid

Clínica Reibscheid | Links | Localização | Fale Conosco

Clínica Infantil Reibscheid © 2012. Todos os direitos reservados.

Telofone:  11 3801-2676

Horário de funcionamento / atendimento: Segunda a sexta, das 10h às 19h

 

Desenvolvido por: Floot Digital